Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Saiu da Caixa Brasil indemnizado para integrar equipa de Domingues

Luis Barra

Cabral Menezes recebeu €71 mil para sair do Caixa Brasil antes de entrar na administração da CGD

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) indemnizou o presidente do Banco Caixa Geral (BCG) Brasil, Henrique Cabral Menezes, pouco tempo antes de este assumir o cargo de administrador executivo na equipa de António Domingues, o presidente demissionário do banco público, sabe o Expresso. O processo foi desencadeado ainda durante o mandato da anterior administração, liderada por José de Matos, e está exclusivamente relacionado com o Brasil. Cabral Menezes desvinculou-se do banco da Caixa no Brasil em agosto, mês em que a administração de António Domingues tomou posse.

Henrique Cabral Menezes recebeu globalmente de indemnização um montante que ronda 260 mil reais (cerca €71 mil ao câmbio da altura), dos quais cerca de 80 mil reais (€21,8 mil) foram pagos pelo banco público. O restante foi pago pelo Fundo de Garantia do Tempo e Serviço (FGTS), um mecanismo que existe no Brasil e que poderá ser usado por um administrador desempregado.

Leia mais na edição deste fim de semana