Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

43,6% voam para Portugal em low cost

Ilustração Helder Oliveira

Rotas liberalizadas O turismo nos Açores está a disparar à boleia dos voos de baixo custo. No Porto, o peso destas companhias já atinge 64,3% e em Faro 71%

Uma ‘nova página’ está a abrir-se ao turismo dos Açores após a liberalização de voos de baixo custo iniciada em março de 2015. É a região que se destaca em Portugal com o maior crescimento turístico. As dormidas subiram 20,9% e os proveitos mais de 30% nos primeiros nove meses deste ano, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). De destino desconhecido, os Açores subiram para o top do mundo num ápice e foram alvo de recomendação da Bloomberg em novembro como batendo pontos à Islândia, o campeão do momento do turismo associado a vulcões. Até a SATA, à partida o maior rival deste tipo de transporte, assume estar a beneficiar com as low cost.

“As rotas liberalizadas foram uma lufada de ar fresco, estimularam mercado nos Açores e todos ficaram a ganhar”, considera António Menezes, presidente da SATA, adiantando que operação da transportadora aumentou em 20% desde a abertura dos voos low cost e está a levar a companhia a avançar com um ambicioso plano de expansão, traduzido em mais 5 mil voos até 2020.

Leia mais na edição deste fim de semana