Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Três administradores da Caixa não se demitem: ficam... se o próximo presidente quiser

Dois ex-BPI e um ex-PT não vão apresentar demissão da administração da Caixa Geral de Depósitos, sabe o Expresso

João Tudela Martins, Tiago Ravara Marques e Pedro Leitão não vão apresentar demissão da gestão da Caixa Geral de Depósitos, sabe o Expresso. Os três são membros da Comissão Executiva liderada por António Domingues, que apresentou demissão do banco público.

Além de António Domingues, outros seis administradores apresentaram este domingo demissão da Caixa. Mas Martins, Marques e Leitão tomaram decisão diferente: ficam. Ou seja, ou a confiança neles é revalidada pelo próximo presidente, ou terão de ser demitidos.

João Tudela Martins e Tiago Ravara Marques saíram do BPI para a Caixa e não tinham lugar de recúo assegurado no banco de origem; Pedro Leitão foi administrador da PT até ao caso GES e não estava na administração de nenhuma grande empresa antes de entrar na equipa da Caixa.

O Expresso tentou contactar os três administradores executivos que não apresentaram a sua demi​​​​​​ssão, mas sem sucesso.

Quem sai mesmo é António Domingues, Emídio Pinheiro, Henrique Noronha e Menezes, Paulo Rodrigues da Silva, Pedro Norton, Angel Corcóstegui e Herbert Walter. Rui Vilar ainda não decidiu se fica ou se sai da administração do banco público.

A saída de António Domingues foi anunciada este domingo à noite com o compromisso de que está disponível para ficar até ao final do ano, assegurando a transição para a equipa futura e mantendo a operação de recapitalização em andamento. Contudo, o governo já anunciou que anunciará o substuituto do presidente da Caixa nos próximos dias.