Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

OCDE prevê que administração Trump duplique crescimento económico dos EUA

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) prevê que a economia norte-americana cresça 2,3% em 2017 e 3,0% em 2018

O plano de despesa e de redução de impostos do presidente norte-americano eleito, Donald Trump, deverá permitir duplicar o crescimento económico dos EUA em 2018, segundo estimativas da OCDE, mas deve envolver o abandono do protecionismo.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) prevê que a economia norte-americana cresça 2,3% em 2017 e 3,0% em 2018.

Em 2016, o Produto Interno Bruto (PIB) deverá crescer 1,5%, prevê a OCDE, revendo em alta a previsão (mais uma décima que em setembro).

As previsões refletem o programa do milionário republicano que prevê a afetação de 500 mil milhões de dólares (cerca de 470 mil milhões de euros) para reconstruir infraestruturas degradadas.

O programa de Trump também prevê grandes reduções de impostos para as empresas.

“O PIB deve regressar a uma trajetória de crescimento moderado em 2017 e reforçar-se em 2018, sobretudo devido ao projetado estímulo fiscal, que terá efeito sobretudo em 2018”, escreve a OCDE no relatório com as previsões económicas globais divulgado hoje.

“O projetado apoio fiscal vai estimular o crescimento do PIB por pouco menos de 0,5 e um ponto percentual em 2017 e 2018 respetivamente”, acrescenta.

O crescimento mundial beneficiaria se a despesa e cortes fiscais previstos estimularem o investimento e o consumo internos, afirma.

A OCDE incentiva ainda a nova administração norte-americana a consagrar parte do aumento da despesa pública à formação de desempregados, políticas ativas de trabalho e apoio às famílias, que podem reduzir as desigualdades.