Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

“Muitos proprietários pagam IMI sobre imóveis que não existem”

Sidónio Pardal, urbanista e especialista em fiscalidade, diz que por todo o país há centenas de milhares de lotes, autorizados para construção sem nada construído, mas tributados como se lá tivessem edifícios

Há urbanizações periféricas nas zonas suburbanas das principais cidades que não têm qualidade e não têm procura. Como muitas delas estão na posse da banca, “aí pode haver imparidades elevadíssimas”, explica o professor e urbanista Sidónio Pardal.

A solução pode passar pela demolição de muitas dessas edificações, ou então alterar a estrutura interior dos edifícios e o espaço envolvente, sublinha. Mas há um problema ainda maior, segundo o professor, e que se prende com os lotes que ainda não estão edificados: “Há aqui muitos proprietários de terrenos que estão a pagar um IMI brutal sobre edificações que não existem, sobre uma massa falida. Eles nem sabem como é que se vão ver livres daquilo. É uma prisão financeira”.

Pelas contas de Sidónio Pardal podemos estar a falar de centenas de milhares de lotes, autorizados para construção mas sem nada construído e sobre os quais recai IMI.

Leia mais na edição deste fim de sema