Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Magnífica volta ao mundo em 119 dias

MAGNIFICO O navio cruzeiro é uma cidade flutuante com 293 metros de comprimento

A companhia de cruzeiros suíça MSC oferece a primeira volta ao mundo em cruzeiro já em 2019. A partir de dezembro abrem as reservas para visitar seis continentes em 119 dias

Está marcado na agenda: Génova, 5 de janeiro de 2019. A partir do Mediterrâneo o navio de cruzeiro Magnifica parte para uma viagem de 119 dias. O que à partida parece uma viagem normal, apenas mais longa que o costume, é na realidade a primeira volta ao mundo num navio cruzeiro. A MSC cruzeiros propõe que ao longo de quatro meses a tripulação e passageiros passem pelos seis continentes, fazendo paragens em 49 locais. No final da viagem, os passaportes contarão com 32 países visitados.

As reservas já estão abertas e a experiência pode ser partilhada com mais de 3200 passageiros. Para já só os membros do MSC voyager Club podem reservar, mas a partir de dezembro as reservas estão abertas para todos, com camarotes a partir de €11.889 por pessoa. Depois é esperar pelo embarque, em 2019, em Civitavecchia/Roma, Génova, Marselha e Barcelona, num navio com 95.128 toneladas.

Para já, é a primeira companhia de cruzeiros a oferecer este pacote, que promete uma experiência única com conforto, realizando assim o que para muitos era o sonho de uma vida, explica Gianni Onorato, CEO da MSC Cruises.

A partir do navio os passageiros têm o mundo à disposição. A MSC salienta a variedade de paisagens e de fusos horários. Onde não faltará a habitual passagem pelas Caraíbas, mas segundo a empresa pelas ilhas menos conhecidas, ou pelos portos históricos da Europa e do resto do mundo. Na lista de 49 paragens estão incluídos alguns locais onde só é possível aceder de barco.

Em cada local os passageiros vão dispor de 13 horas de escala. Há portos onde a estadia é prolongada até quatro dias, como é o caso na Polinésia, ou três no Havai, São Francisco e Los Angeles. Para completar o pacote, e uma vez que é de cruzeiro de que se fala, haverá ainda excursões preparadas que vão desde voltas de elefante aos habituais mergulhos de snorkelling.

O Magnifica será uma cidade flutuante com 59 metros de altura e 293 de comprimento, por 32 de largura, que promete conseguir responder a todas as necessidades de quem vai dar a volta ao mundo. No final, feitas as contas, os passageiros terão viajado 32.260 milhas náuticas, passando 32,6% do ano de férias.