Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros agravam-se em dia de possível anúncio de último leilão de OT de 2016

Os juros da dívida soberana portuguesa a 10 anos seguem em máximos de nove meses. Analistas esperam que Portugal anuncie o último leilão de dívida de Obrigações do Tesouro de 2016 para dia 23 de novembro.

Os juros da dívida soberana portuguesa a 10 anos sobem esta sexta-feira mais de três pontos base, permanecendo em máximos de nove meses, na casa dos 3,80%.

Analistas esperam que Portugal anuncie esta sexta-feira a realização do último leilão de Obrigações do Tesouro de 2016, para o próximo dia 23 de novembro.

O mercado de dívida soberana tem estado sob forte pressão vendedora desde a vitória de Donald Trump nas presidenciais norte-americanas.

Os investidores antecipam uma inflação mais alta nos EUA e uma aceleração da subida das taxas de juro no país.

A expetativa basea-se no programa de investimentos em infraestruturas de Trump. E outras medidas, como o plano controverso de mandar deter e expulsar imigrantes ilegais dos EUA, é visto como podendo fazer subir os custos do trabalho.

Os juros da dívida portuguesa agravam-se apesar das notícias positivas sobre Portugal, divulgadas esta semana. A economia cresceu acima do previsto no terceiro trimestre de 2016 (0,8% em cadeia e 1,6% em termos homólogos). E a Comissão Europeia anunciou que não vai castigar Portugal por ter tido um défice público acima do limite de 3% do Produto Interno Bruto em 2015. Mantém assim a atribuição de fundos estruturais ao país.