Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Turismo cresceu 7,5% em setembro

Nuno Botelho

Hotéis nacionais tiveram 5,9 milhões de dormidas no mês de setembro, revela o INE. Os portugueses subiram 4,9% e os franceses dispararam 23,4%

Os hotéis em Portugal registaram 2,1 milhões de hóspedes e 5,9 milhões de dormidas em setembro de 2016, o que representa um crescimento de 7,5% face ao mês homólogo do ano anterior, segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Em setembro, destacou-se o aumento das dormidas dos portugueses de 4,9% face ao ano passado, e traduzindo uma recuperação face à descida de 2,9% que evidenciou no mês anterior, em agosto.

Os estrangeiros registaram um aumento global de 7,2% nos hotéis nacionais em setembro, destacando-se o aumento expressivo das dormidas de franceses, cifrada em 23,4%. Também o mercado espanhol evidenciou um crescimento de de 8,8% no volume de dormidas.

O turismo do Reino Unido, segundo o INE, "desacelerou significativamente, registando um aumento de 2,4% face a crescimentos de 9,5% em agosto e 6,8% em julho. Nos primeiros nove meses do ano este mercado cresceu 10%". No caso dos turistas alemães, o aumento em setembro foi de 2,5%, face ao acréscimo de 3,4% em agosto.

Em setembro, destacou-se ainda a subida de 19,8% das dormidas de brasileiros nos hotéis nacionais, a par dos aumentos de 12,3% de norte-americanos ou de 12,1% de belgas.

Os proveitos totais dos hotéis cresceram 16,5% para 347,2 milhões de euros. As regiões com maior aumento foram os Açores (36,4%) e o Algarve (20%).

O rendimento médio por quarto disponível (RevPar) foi de 59,3 euros, o que traduz um aumento de 12,5%. Os hotéis de Lisboa registaram o valor mais elevado em RevPar (80,2 euros). Analisando por categoria, os hotéis de cinco estrelas e as Pousadas evidenciaram -se neste indicador com valores de 118,2 euros e 87,1 euros, respetivamente.