Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Peso mexicano sofre maior queda das últimas duas décadas

YURI CORTEZ/GETTY

Moeda mexicana reagiu em forte queda na sequência da vitória de Donald Trump nas eleições norte-americanas, chegando a registar uma desvalorização de 13%

A moeda mexicana sofreu esta quarta-feira a maior desvalorização dos últimos 20 anos, na sequência da vitória de Donald Trump nas eleições norte-americanas, que também provocou uma reação negativa dos investidores em várias praças financeiras.

O peso chegou a cair 13,4%, provocando preocupação no mercado financeiro, que procurará investimentos em ativos mais seguros. Tratou-se da maior queda desde a crise que afetou a moeda mexicana em 1994 e 1995, segundo o “Financial Times”.

Dominic Rossi, executivo da Fidelity International, declarou, citado pelo pelo jornal, que “estamos a caminhar para um mundo de risco político sem precedentes, que põe em causa os pilares de estabilidade do pós-Segunda Guerra Mundial”.

Paul Lambert, da Insight Investment, notou, de acordo com o “Financial Times”, que o mercado ficará receoso. “Este resultado ataca o núcleo da alocação de ativos onde a riqueza do mundo é criada e depositada”, comentou o analista.

As ameaças de Donald Trump sobre a criação de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México e a sua vontade de renegociar o acordo de livre comércio que abrange os dois países fizeram do peso, nas últimas semanas, uma das moedas mais voláteis do mundo.