Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo já prepara negociação dos contratos PPP com a Brisa

ANTÓNIO COTRIM / Lusa

“Já anunciei que a minha prioridade é endereçar um dossiê que o Governo anterior abriu e depois pôs na gaveta, que é o tal elefante na sala, que são as concessões da Brisa”, diz o ministro do Planeamento e Infraestruturas, acusando o executivo de Passos Coelho de nada ter feito em relação a este problema

O ministro do Planeamento e Infraestruturas garantiu esta manahã que a negociação das concessões da Brisa está a ser preparada, através de "uma abordagem integrada ao dossiê que o Governo anterior abriu e não tocou".

Na audição no âmbito da apreciação na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2017 (OE2017), em resposta ao deputado do CDS Hélder Amaral, Pedro Marques disse que é prioridade do Governo a negociação das concessões da Brisa.

"Já anunciei que a minha prioridade é endereçar um dossiê que o Governo anterior abriu e depois pôs na gaveta, que é o tal elefante na sala, que são as concessões da Brisa", declarou o governante, acusando o executivo de Passos Coelho de nada ter feito em relação a este dossiê.

Pedro Marques explicou que o Governo está a preparar uma negociação, através de "uma abordagem integrada ao dossiê que o Governo PSD/CDS abriu e não tocou", focada "em obras que são obrigações da concessionária, no conjunto de obrigações em relação à redução de ruído, em pagamentos que o Estado já fez à Brisa por obras que não estão realizadas".

"Os senhores em 2013 abriram a negociação e depois acusam-me a mim de não ter resultados num ano, quando os senhores até ao final do Governo não fizeram nada em relação ao dossiê brisa", acusou dirigindo-se à oposição, e aconselhando o deputado centrista Hélder Amaral a "estar muito atento à forma como esse dossiê não foi tocado".

Além da renegociação dos contratos das Parcerias Público-Privadas (PPP) rodoviárias, o Governo anterior decidiu também abrir negociações com a Brisa e a Lusoponte.