Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Amorim encaixa 105 milhões de euros com venda de 10% da Corticeira

Rui Duarte Silva

Oferta particular de venda a investidores institucionais “foi concluída com sucesso”

A Amorim International Participations B.V. e a Investmark Holdings B.V., duas empresas de direito holandês sob o comando de Amércio Amorim, alienaram participações correspondentes a 10% do capital da Corticeira Amorim em bolsa numa oferta particular de venda comunicada ontem e que já foi "concluída com sucesso", com um encaixe de 105,07 milhões de euros, de acordo com comunicado da líder mundial do sector da cortiça enviado à CMVM.

Ao todo, foram transacionadas 13.300.000 ações neste processo denominado de "accelerated bookbuilding", a um preço de 7,90 euros por ação. A liquidação da oferta decorre a 8 de novembro.

Depois da liquidação desta operação, a cargo do UBS e BPI e destinada exclusivamente a investidores institucionais, a Amorim International Participations passará a deter uma participação de 10,085% no capital da Corticeira, enquanto a Investmark Holdings B.V, passa para os 13,778%.

No comunicado divulgado esta quinta-feira a anunciar a operação, a Corticeira Amorim, liderada por António Rios Amorim, sobrinho de Américo Amorim, refere que o objetivo dos oferentes era "contribuir para o reforço do nível de dispersão do capital social da Corticeira Amorim,indo de encontro ao crescente interesse manifestado por investidores nacionais e internacionais, potenciando a liquidez do título e fomentando uma maior representatividade do título no PSI20".

Na abertura da sessão desta sexta-feira, as ações da Corticeira Amorim caíam 9,72%, numa primeira reação do mercado a esta venda acelerada dos títulos.