Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

O colapso financeiro de Portugal, segundo João César das Neves

César das Neves, Economista e professor catedrático

Tiago Miranda

O economista e professor da Universidade Católica, João César das Neves, explica em livro as 10 questões do colapso que Portugal poderá sofrer em 2016-2017. A provável derrocada financeira está em marcha, avisa. Em entrevista ao Expresso, em 10 respostas, afasta dramatismos. E aponta que um colapso pode ser bom para o país

Portugal e os portugueses vão parar ao inferno em 2017?

Não é o inferno. Um colapso é desagradável mas é capaz de ser até o início de uma recuperação. A situação de apatia na economia é terrível e está a destruir muita coisa.

Têm surgido alertas. Mas parece que está tudo a correr muito bem.

A situação na economia portuguesa é muito ambígua. Temos sinais muito bons. O desemprego está a descer muito. A economia está a crescer. E, por outro lado, temos sinais assustadores: o investimento, a situação na banca. Há gente que olha para aquilo que está a correr bem e acha que está tudo resolvido, que tudo pode voltar ao normal. Aliás, essa é a atitude de muita da nossa elite que diz que se pode voltar à situação de antes da troika, como se isso fosse possível.

Não teme ser acusado de fazer profecias catastrofistas?

É normalíssimo porque estamos a assistir a uma grande luta entre os vários grupos de pressão para dividir o que existe. Portugal é um país desenvolvido, é um país rico. Um colapso não é uma desgraça. Há muito para dividir. E é essa luta entre quem perde e quem ganha que se está a desenvolver. A defesa ideológica de certas posições é isso mesmo, daí tentar atacar.

Leia mais na edição deste fim de semana