Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Toyota recolhe mais 5,8 milhões de automóveis por defeitos no ‘airbag’

O fabricante de peças de automóvel Takata - que trabalha para a Toyota -arrisca-se a pagar enormes indemnizações devido ao defeito nos sistemas de ‘airbag’, ligado a pelo menos 16 mortes

A Toyota anunciou hoje que vai recolher mais 5,8 milhões de ‘airbags’ do fabricante Takata, associados a pelo menos 16 mortes por causa de um defeito.

O maior fabricante automóvel disse que irá recolher 1,47 milhões de ‘airbags’ instalados em carros vendidos na Europa, 1,16 milhões de unidades no Japão, 820 mil unidades na China e 2,35 milhões noutras regiões, excluindo os Estados Unidos, onde chamadas já tinham sido anunciadas chamadas à revisão.

O fabricante de peças de automóvel Takata arrisca-se a pagar enormes indemnizações devido ao defeito nos sistemas de ‘airbag’, ligado a pelo menos 16 mortes.

O anúncio de hoje eleva o número de ‘airbags’ da Takata recolhidos para 23,1 milhões.

Os modelos afetados, incluindo Corolla e Vitz/Yaris, foram produzidos entre maio de 2000 e novembro de 2001 ou entre abril de 2006 e dezembro de 2014, segundo a Toyota.