Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Dívida de Portugal cresce e mantém-se a 3ª maior da União Europeia

As dívidas mais altas foram registadas na Grécia (179,2% do PIB), em Itália (135,5%) e em Portugal (131,7%), enquanto as mais baixas se observaram na Estónia (9,7%), no Luxemburgo (22,0%) e na Bulgária (2,5% do PIB), segundo o Eurostat

A dívida pública de Portugal agravou-se para 131,7% do PIB no segundo trimestre do ano, continuando a ser a terceira maior da União Europeia (UE), depois da Grécia e de Itália, revela hoje o Eurostat.

A dívida pública em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) de Portugal agravou-se 2,9 pontos percentuais face aos 128,7% do PIB no segundo trimestre de 2015, e 2,8 pontos na comparação com o período entre abril e junho (128,9%), sendo esta a maior subida em cadeia.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da União Euripeoa, na zona euro a dívida pública recuou para os 91,2% do PIB, face aos 91,3% do trimestre anterior e aos 92,1% do período homólogo de 2015.

No conjunto dos 28 Estados-membros, a dívida pública diminuiu 3,2 pontos percentuais na comparação homóloga e 0,2 na variação em cadeia para os 84,35 do PIB.

As dívidas mais altas foram registadas na Grécia (179,2% do PIB), em Itália (135,5%) e em Portugal (131,7%), enquanto as mais baixas se observaram na Estónia (9,7%), no Luxemburgo (22,0%) e na Bulgária (2,5% do PIB).

Face ao primeiro trimestre do ano, teve a segunda maior subida na dívida pública (2,8 pontos percentuais), depois da Grécia (3,1 pontos), seguindo-se a Letónia (2,6 pontos), tendo 13 Estados-membros visto as suas dívidas agravarem-se.

Dos 15 países onde se registou um alívio da dívida, as maiores baixas registaram-se na Finlândia (2,7 pontos), na Irlanda (2,6 pontos) e na Hungria (1,6 pontos).