Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Começam hoje 20 dias de protestos contra degradação do serviço do Metro de Lisboa

Tiago Miranda

Os protestos começam esta tarde, às 16h30, na estação da Arroios. Nos dias seguintes serão feitos nas estações do Campo Grande, do Marquês, do Arreeiro e da Alameda

A campanha de protesto "20 carruagens paradas, 20 dias de luta" começa esta segunda-feira e destina-se a denunciar a degradação do serviço de transportes no Metropolitano de Lisboa. Segundo a Comissão de Utentes dos Transportes de Lisboa, a degradação não se fica pelas carruagens avariadas, paradas por falta da reposição de peças, e inclui escadas rolantes paradas, elevadores avariados ou sobrelotação das carruagens.

O Expresso já alertou para esta situação e confrontou a administração do Metro com os protestos da Comissão de Utentes, embora a empresa considere que as carruagens paradas não afetam a cadência dos serviços de transporte.

A Comissão de Utentes refere ainda que os tempos de espera entre a passagem de cada composição de carruagens têm vindo a aumentar, que as obras na estação do Areeiro pararam, tal como as obras na estação de Arroios e diz que há falta de trabalhadores no Metro.