Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Hoteleiros de olho nas concessões de património

Antevisão do hotel que a Vila Galé quer fazer no Convento de São Paulo, em Elvas, o primeiro edifício do programa Revive a ser alvo de concessão, onde se preveem investimentos de €5 milhões

D.R.

Além da Vila Galé, também os grupos Pestana, Hoti ou Sana vão estar atentos aos concursos

O programa do Governo destinado a concessionar a privados monumentos ao abandono para fins turísticos, designado de Revive, está a gerar “um grande interesse em conhecer os imóveis por parte de potenciais investidores nacionais e estrangeiros”, segundo fonte oficial da Secretaria de Estado do Turismo, que destaca aqui as “intenções de investimento de grupos internacionais”.

Dos 11 edifícios identificados no Revive, como o Forte do Guincho, o Castelo de Portalegre ou o Mosteiro de Arouca, o primeiro a resultar numa concessão foi o Convento de São Paulo, em Elvas, ao grupo Vila Galé, cujo contrato foi ontem assinado. O Governo prevê até ao fim do ano alargar esta lista a 30 imóveis e prepara uma apresentação internacional para divulgação do programa e respetivos concursos junto dos investidores.

Leia mais na edição deste fim de semana