Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Ericeira já criou 3000 empregos ligados ao surf

A praia do Sul da Ericeira também atrai surfistas

José Carlos Carvalho

Vila piscatória vai receber 200 executivos de topo que vão praticar surf. Será nova oportunidade para dar visibilidade mundial a um sector em alta

No fim de semana que antecede a Web Summit, a Ericeira irá receber o Surf Summit que irá reunir 200 executivos mundiais da área de tecnologia. Nestes dois dias, os participantes terão oportunidade de surfar nas ondas da primeira Reserva Mundial de Surf juntamente com alguns dos mais conhecidos surfistas do mundo, que se deslocam a Portugal. Um dos anfitriões será Tiago Pires (Saca), o antigo surfista da Ericeira que chegou a participar no circuito mundial do surf. Os 200 participantes da Surf Summit beneficiarão do apoio dos clubes de surf desta vila piscatória.

Outras atividades incluem passeios de bicicleta (mountain biking) nas arribas do rio Lisandro, ioga na praia de Ribeira d’Ilhas e standup paddle (surf com remos). À noite, os participantes terão jantar e poderão assistir a palestras numa estrutura construída para o efeito, com vista para o Atlântico. Haverá ainda um evento noturno na discoteca Ouriço, considerada a mais antiga do país.

Este conjunto de iniciativas da Surf Summit “vai aumentar a projeção internacional da Ericeira como destino de surf e de outras atividades de ar livre”, acredita Helder Silva, presidente da Câmara Municipal de Mafra, considerando que investimento de €100 mil que o município está a fazer na Surf Summit (sobretudo em logística e segurança) terá “efeitos positivos diretos e indiretos na economia do concelho”.

O impacto das atividades do surf na economia do concelho é significativa, uma vez que, segundo revela o autarca, já emprega mais de 3000 pessoas. Isto além das 11 fábricas de pranchas na Ericeira a produzir para todo o mundo (a marca Semente já existe há 40 anos). Parte desta mão-de-obra trabalha nas 11 lojas e nas marcas internacionais (por exemplo, Quick Silver e Billabong) que nos últimos anos se instalaram na região. Só o grupo Expomar emprega 400 pessoas. O presidente da Câmara Municipal de Mafra destaca também a existência de 21 escolas de surf licenciadas e os 280 alojamentos locais vocacionados para servir a comunidade de surfistas e mais 3 mil camas em hotelaria convencional, onde se incluem surf houses e hostels. O autarca refere ainda que há 40 startups instaladas na incubadora Ericeira Business Factory, algumas delas com projetos ligados ao surf. “Há todo um ecossistema ligado ao surf que tem vindo a crescer entre 10% e 20% ao ano, pelo que hoje faz sentido falar da Ericeira como uma surf city”, sublinha Helder Silva.

Além de dinamizar a restauração local, o surf está a ter um efeito benéfico ao longo do ano, por ter permitido atenuar de forma significativa a sazonalidade de uma vila que até agora tinha o pico de visitantes concentrado nos meses de julho e agosto. “Atualmente, com exceção dos meses de janeiro e fevereiro, existe um fluxo regular de visitantes”, acrescenta o autarca.

Os participantes da Surf Summit vão beneficiar da nova sinalética para surfistas que foi colocada ao longo de 4 km de costa quando se comemorou 5º aniversário da Reserva Mundial de Surf da Ericeira. Além da divulgação das ondas, a nova sinalética, produzida em materiais amigos do ambiente, promove a segurança dos surfistas nas sete praias da Reserva e pretende induzir à preservação da natureza. Na prática, esta sinalética baseia-se num código de cores e faz referência aos graus de dificuldade e perigosidade de cada onda.

Surf projeta Portugal

Segundo o Turismo de Portugal, o surf é o terceiro tema mais procurado quando se tenta obter informações sobre o país no motor de busca Google, tendo sido responsável por 11,3% das pesquisas totais relacionadas com Portugal, segundo dados da Bloom Consulting. Nesta altura, a visibilidade é acrescida, já que o país está a receber mais uma etapa do circuito internacional de surf, que pode ser decisiva para apurar o campeão do mundo: o Meo Rip Curl Pro Portugal, que decorre em Peniche desde 18 de outubro até ao dia 29. Para o Turismo de Portugal, o surf é visto como uma “âncora da comunicação internacional do destino e da sua oferta turística”, sob o slogan ‘Portuguese Waves’, tendo em conta “a combinação de um clima temperado com ondas regulares em toda a costa com mais de 800 km e ao longo de todo o ano”.

Ericeira, reserva mundial de Surf

Ericeira, reserva mundial de Surf

D.R.

ONDA A CRESCER

21

é o número de escolas de surf licenciadas atualmente na Ericeira

11

é o número de fábricas de pranchas de surf instaladas na Ericeira que exportam para o mundo inteiro

11,3%

das pesquisas do Google sobre Portugal estão relacionadas com o surf

Tiago Miranda

TAP com descontos

A companhia aérea portuguesa é um dos patrocinadores do Web Summit e está a oferecer 10% de desconto nos bilhetes de avião aos participantes do evento que viajem em classe económica (20% em classe executiva). No evento, com uma área de exposição de 24 metros quadrados, a TAP exibirá, pela primeira vez em Portugal, a nova cabina do Airbus A330neo (Airspace), com mais luzes, entretenimento a bordo e mais espaço para bagagem e para os passageiros. Estará também disponível uma experiência da cabina em realidade virtual. Recorde-se que a TAP será a primeira operadora da versão Airspace do A330neo, aguardando a chegada de 14 aeronaves a partir do final de 2017. David Neeleman, um dos acionistas privados da companhia aérea, será um dos oradores do Web Summit.