Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banca resiste, mas Costa avança com ‘banco mau’

BCP, Montepio e BPI não gostam da ideia, mas António Costa está determinado. Caixa está fora da solução

Prioridade máxima. O primeiro-ministro chamou a si o dossiê do crédito malparado do sistema financeiro português e espera ter o modelo pronto até ao final do ano. E deverá passar por uma solução 100% privada. A ideia não tem o apoio dos bancos a que se destina. Dizem que é uma solução que apenas empurra o problema com a barriga e leva ao pagamento de comissões milionárias a quem fica a gerir o ‘banco mau’. Mas Bruxelas quer uma solução até ao final do ano e António Costa está empenhado nisso. A Caixa, tendo em conta a recapitalização em curso, ficará fora da solução que vier a ser encontrada, revelou o primeiro-ministro.

Em entrevista à TVI, António Costa diz que o veículo ou mecanismo que vai ser criado tem de “permitir aliviar os balanços dos bancos, mas simultaneamente permitir uma gestão prudente, positiva para a economia”. A solução final, assegurou, não terá custos para o contribuinte. O Expresso sabe que tem havido contactos entre o Executivo, o BdP, advogados, auditores, bancos e fundos de investimento internacionais para desenhar um modelo para o crédito malparado. Há uma grande movimentação em torno deste dossiê e ao Governo já chegaram propostas de solução por iniciativa destas sociedades.

Leia mais na edição deste fim de semana