Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Portugal regressa ao mercado na próxima quarta-feira

O IGCP anunciou para dia 26 de outubro um leilão de dívida a 5 anos onde pretende colocar entre 750 a 1000 milhões de euros

Jorge Nascimento Rodrigues

Portugal vai regressar na próxima quarta-feira ao mercado de dívida obrigacionista. A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) anunciou esta sexta-feira que vai realizar no próximo dia 26 de outubro pelas 10:30 horas um leilão da linha de Obrigações do Tesouro com maturidade em 15 de abril de 2021. Com o leilão, o IGCP pretende colocar um montante indicativo entre €750 milhões e €1000 milhões.

No leilão anterior para esta linha de OT, o IGCP colocou 450 milhões de euro pagando uma taxa de colocação de 1,87% e registando uma procura 2,5 vezes superior à emissão.

No programa de financiamento para o último trimestre de 2016, o IGCP apontava para 1 a 2 leilões de dívida obrigacionista até final do ano. Na Nota aos Investidores sobre a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2017, distribuída hoje, o IGCP aponta para um montante de 2 mil milhões de euros em obrigações a obter ainda até final do ano.

Numa nota aos investidores desta sexta-feira, os analistas do Commerzbank referiam a iminência deste próximo leilão e a importância da sua realização.

Com a conclusão do programa de financiamento de 2016, o IGCP pretende manter, no final do ano, a sua estratégia de garantir a cobertura antecipada de parte das necessidades de financiamento do ano seguinte. A Agência prevê alcançar, no final de 2016, uma almofada financeira de €6,5 mil milhões.

  • DBRS mantém rating e perspetiva para Portugal

    A DBRS manteve inalterado o rating de Portugal, acima do nível de 'lixo'. Também não mexeu na perspetiva, que permanece em 'estável'. Mas a agência avisa que Portugal enfrenta desafios importantes

  • Com os mercados fnanceiros europeus encerrados, os juros das Obrigações do Tesouro a 10 anos recuam para o nível mais baixo desde 7 de outubro. Recuam 12 pontos base em relação ao fecho de há uma semana. DBRS poderá emitir um comunicado sobre o rating português