Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Marques Mendes: OE 2017 é “o princípio do fim da geringonça”

Luís Barra

O comentador político acredita que o “enorme desconforto” do PCP e do BE com o novo Orçamento do Estado irá criar fissuras na aliança que suporta o Governo do PS

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Luís Barra

“Este Orçamento do Estado é o princípio do fim da geringonça”. Quem o diz é Luís Marques Mendes, que aproveitou a sua intervenção na conferência Portugal em Exame para vaticinar mudanças no Executivo.

Segundo o comentador político em torno do novo orçamento “há um desconforto enorme dos dois partidos” que apoiam o PS. O que levará a uma erosão do apoio do Bloco e do PCP ao Governo de António Costa.

Marques Mendes condenou a constante mudança de políticas com as mudanças governamentais. “Não gera confiança em ninguém que mude tudo no domínio da educação quando se muda o governo. O mesmo para a política fiscal. Nenhum investidor tem confiança num país assim”, afirmou.

“Só pondo o país a crescer conseguimos ter investimento público reprodutivo, possibilidade de baixar impostos e ter condições para investir num Estado social de qualidade”, acrescentou o comentador político.