Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros da dívida em mínimo de seis semanas

Os juros das Obrigações do Tesouro a 10 anos desceram para 3,16%, o nível mais baixo desde o início de setembro. A uma hora do início da conferência de imprensa de Mario Draghi, presidente do BCE, prossegue a queda dos juros desde o pico recente de 7 de outubro

Jorge Nascimento Rodrigues

A trajetória de queda dos juros da dívida de longo prazo portuguesa prossegue esta quinta-feira não antecipando surpresas negativas nas decisões de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) e na revisão do rating que será anunciada amanhã pela agência DBRS já depois do fecho dos mercados financeiros na Europa.

A poucos minutos da publicação do comunicado do BCE sobre as decisões da reunião hoje realizada e a uma hora da conferência de imprensa do seu presidente Mario Draghi, as yields das Obrigações do Tesouro no prazo de referência, a 10 anos, continuam em queda. Pelas 12h30 (hora de Portugal), as yields, naquele prazo, desceram para 3,16%, um mínimo de seis semanas. Ontem haviam fechado em 3,195%. Desde o pico recente de stresse a 7 de outubro, já desceram perto de cinco décimas.