Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Gabriela Figueiredo Dias vai presidir à CMVM

  • 333

É a primeira mulher a liderar o regulador do mercado de capitais. Vai substituir Carlos Tavares, cujo mandato tinha terminado há um ano

Gabriela Figueiredo Dias vai ser a próxima presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), em substituição de Carlos Tavares. Era já vice-presidente do regulador, pelo que o Governo optou por uma solução interna. A notícia foi avançada pelo jornal online Eco, e confirmada pelo Expresso junto do Ministério das Finanças.

Licenciada em direito, Gabriela Figueiredo Dias entrou na CMVM em 2007, como diretora adjunta, com o Departamento Internacional e de Política Regulatória. Em 2011 sobe a diretora do Departamento de Mercados, Emitentes e Informação. É desde julho de 2015 vice-presidente do regulador, conhecido como a polícia do mercado de capitais. Antes tinha exercido advocacia e feito consultoria jurídica.

Gabriela Figueiredo Dias terá ainda de ser ouvida em audição no Parlamento, mas o seu nome já terá luz verde da CRESAP - Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública. Será a primeira mulher a presidir à CMVM. Os reguladores são hoje obrigados a fazer uma rotação de género nos cargos de liderança.

Carlos Tavares termina assim um longo percurso à frente da CMVM, cuja liderança assumiu em 2005. Ex-ministro da Economia, Tavares enfrentou durante os anos em que esteve na presidência do regulador alguns dos momentos mais agitados do mercado financeiro português. Entre eles a oferta pública de aquisição (OPA) da Sonae sobre a PT e do BCP sobre o BPI, o colapso e intervenção no BES e no Banif. Os dois mandatos de Tavares foram ainda marcados pela crise financeira mundial de 2008