Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Burlões estrangeiros ‘atacam’ proprietários portugueses

  • 333

Os burlões estão a contactar proprietários com imóveis à venda em todo o país, mesmo em zonas do interior, como é o caso de Mértola

Marcos Borga

Aliciam incautos com meganegócios imobiliários, mas acabam por roubar o dinheiro

Marisa Antunes

Jornalista

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

Gangues de burlões estrangeiros que atuam na Europa estão a aliciar proprietários de imóveis portugueses para falsas transações imobiliárias. Uma burla que está a ser investigada pelo departamento de criminalidade organizada da polícia federal belga, em Bruxelas. O Expresso falou com alguns desses proprietários que estiveram em contacto com os indivíduos que se fazem passar por grandes investidores imobiliários. O esquema é conhecido por Rip Deal, uma burla envolvendo uma compra virtual de casas e terrenos, e não é a primeira vez que faz vítimas em Portugal.

Paula Santos, proprietária de um imóvel localizado em Mértola, colocou um anúncio no Green-Acres, um site francês que se tornou popular quando os franceses ‘descobriram’ Portugal. O anúncio ao edifício à venda por €600 mil no centro da vila alentejana encontrava-se publicado no portal há menos de um mês quando Paula Santos foi contactada por um indivíduo, com um número não identificado, que se apresentou como intermediário de um grande investidor imobiliário.

“Toda a abordagem foi estranha: pouco depois de me dizer que estava muito interessado no imóvel, propôs pagar-me a passagem de avião para Genebra para nos encontrarmos e fazermos logo negócio. Estranhei e perguntei se não queria ver o edifício primeiro. Disse-me que não era necessário e que pelas fotografias percebia perfeitamente que seria uma boa aplicação para o investidor. E foi muito insistente, pois perante a minha recusa continuou a ligar-me durante vários dias”, recorda ainda a proprietária, que passou por esta experiência há dois meses.

Leia mais na edição deste fim de semana