Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Grupo Têxtil Manuel Gonçalves investe 52,5 milhões em Famalicão

  • 333

Projeto cria 151 postos de trabalho

O Grupo Têxtil Manuel Gonçalves vai investir 52,5 milhões de euros nas suas instalações históricas, em Famalicão, num novo projeto que vem criar 151 postos de trabalhos, anunciou hoje a Câmara Municipal de Famalicão.

O investimento, diz a autarquia, surge depois da TMG ter vencido um concurso internacional e vai reforçar a capacidade produtiva da unidade industrial do grupo e a requalificação de alguns edifícios do complexo.

Em causa, está uma linha de produção com elevada componente tecnológica que envolve duas sociedades da família de Manuel Gonçalves, a TMG Automotiv e a TMG Tecidos.

A TMG Automotiv absorve o grosso do investimento a realizar, no valor de 45,5 milhões e tem 18 meses para implementar o projeto. Na TMG Tecidos, o investimento é de 6,9 milhões e o prazo de execução é de apenas 3 meses.

Apesar do grupo ter nascido em Famalicão, a TMG Automotiv, especializada em desenhar e produzir tecidos plastificados e outros revestimentos para a indústria automóvel, tem a sua base industrial em Campelos, perto de Guimarães, seguindo uma estratégia assente na inovação e investimentos contínuos em tecnologia e qualidade que levaram a empresa a fechar 2014 (últimos dados conhecidos) com um volume de negócios de 77,7 milhões de euros, 18,4% acima de 2013, e lucros de 9,5 milhões de euros, correspondentes a um aumento de 365% face ao exercício anterior.

Com uma postura discreta, a empresa não constuma ser notícia, mas numa entrevista ao jornal T, da ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, no final de 2015, a sua diretora-geral, Isabel Furtado, explicava que 4% a 6% do volume de negócios são investidos em investigação, adiantando estar a "trabalhar para ir para a aeronáutica" e a "ultimar uma parceria (na China) com um grupo local para produzir lá".

Em instalações desativadas da TMG em Famalicão, a Inovafil, do grupo Mundifios, investiu 10 milhões de euros, para lançar, em 2015, uma nova fiação especializada em fios de valor acrescentado.