Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Morgan Stanley prevê crescimento de 0,7% este ano

  • 333

A estimativa do banco de investimento fundado em Nova Iorque em 1935 arrasa as previsões de crescimento económico do Governo inscritas no Orçamento de Estado para 2016, que o ministério das Finanças fixou em 1,8%

As estimativas avançadas pelo banco de investimento norte-americano Morgan Stanley para 2016 relativas à economia portuguesa apontam para um crescimento de apenas 0,7%, menos de metade dos 1,8% inscritos pelo Governo no Orçamento do Estado. Este número traduz uma análise muito "especulativa", no entendimento dos economistas contactados pelo Expresso.

Mas a análise da Morgan Stanley ainda é pior para 2017, ano em que estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) português de 0,5%, o que contrasta com todas as estimativas efetuadas sobre Portugal por analistas do sector financeiro, sendo provavelmente a pior avaliação feita ao crescimento económico nacional.

Sobre o défice orçamental em percentagem do PIB, o Morgan Stanley prevê que em 2016 seja de 3,2% e em 2017 se fique nos 2,6%.

A dívida pública portuguesa deve passar dos 128,9% do PIB em 2016 para 129,3% do PIB em 2017, prevê o banco norte-americano.