Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Infraestruturas de Portugal lucra 5,1 milhões

  • 333

O grupo que resulta da fusão da Estradas de Portugal com a Rede Ferroviária Nacional deu lucro no primeiro semestre, o que compara com os prejuízos de 12,3 milhões de euros registados em igual período de 2015

O Grupo Infraestruturas de Portugal (IP), criado pela fusão da Estradas de Portugal com a Refer - Rede Ferroviária Nacional, realizada por António Ramalho - atual presidente do Novo Banco - apresentou um lucro de 5,1 milhões de euros no primeiro semestre de 2016.

A empresa liderada por António Laranjo regista assim uma melhoria face ao período homólogo de 2015, quando apresentou um resultado líquido negativo de 12,3 milhões de euros.

A empresa refere em comunicado que os seus primeiros resultados consolidados como Grupo IP "demonstram a bondade da decisão tomada: a gestão conjunta das infraestruturas ferroviárias e rodoviárias permite aportar valor, quer do ponto de vista económico, quer do ponto de vista operacional".