Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Crise do Deutsche Bank enterra ‘efeito Clinton’ na Europa

  • 333

Os índices bolsistas europeus inverteram a trajetória inicial positiva e caíram no vermelho. Dax em Frankfurt lidera quedas europeias. Cotação do Deutsche Bank, de novo, em mínimos

Jorge Nascimento Rodrigues

As bolsas europeias regressaram a meio da manhã desta terça-feira ao vermelho, depois de uma abertura em terreno positivo, influenciada pelo 'efeito Clinton', pela perceção dos mercados financeiros de uma vitória da candidata Hillary Clinton no primeiro debate presidencial realizado na segunda-feira.

O Eurostoxx 50, das cinquenta principais cotadas da zona euro, está a cair 0,53%. O índice Dax da bolsa de Frankfurt lidera as quedas, com perdas de 0,9%. A cotação do banco alemão Deutsche Bank caiu para novo mínimo de 10,23 euros, estando a perder mais de 3%.

Em Lisboa, o índice PSI 20 está em linha com as quedas europeias, e perde 0,6%.

A crise do principal banco alemão anulou o 'efeito Clinton'.