Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsas continuam animadas com decisões dos bancos centrais

  • 333

A Europa abriu esta quinta-feira em alta. O impacto positivo da intenção do Banco do Japão em aumentar as expetativas de inflação e o adiamento da subida das taxas de juro pela Fed geraram um ganho de mais de 1% nas bolsas mundiais na quarta-feira, a melhor sessão dos últimos trinta dias

Jorge Nascimento Rodrigues

Os mercados acionistas continuam animados com as decisões tomadas na quarta-feira pelo Banco do Japão e pela Reserva Federal norte-americana (Fed).

A Ásia Pacífico fechou esta quinta-feira em terreno positivo, ainda que sem a euforia do dia anterior. A bolsa de Tóquio esteve hoje encerrada por ser feriado, o segundo na semana.

Na Europa, registou-se uma abertura em alta, alimentada pelo contágio dos ganhos de ontem em Wall Street. O índice Eurostoxx 50, das cinquenta principais cotadas na zona euro, abriu a subir quase 1%. Os índices Dax de Frankfurt e MIB de Milão lideram o movimento altista com ganhos acima de 1%. O PSI 20, da Bolsa de Lisboa, avança 0,7%.

O recurso a novas bazucas monetárias por parte do Banco do Japão para combater o clima deflacionista e um crescimento inferior a 1% e a opção da Fed em adiar, uma vez mais, a subida das taxas de juro agradou aos investidores bolsistas. Na quarta-feira, as bolsas mundiais registaram a melhor sessão nos últimos trinta dias, com o índice mundial MSCI a subir 1,05%.

Estes ganhos globais deveram-se sobretudo à subida de 1,94% do índice MSCI para a ‘região’ da Ásia Pacífico e ao avanço de 1.09% do índice MSCI para os Estados Unidos. Na Ásia Pacífico, foi a melhor sessão dos últimos dois meses e em Nova Iorque registou-se a segunda melhor sessão de setembro.

O índice MSCI para a Europa registou na quarta-feira um ganho ligeiro de 0,17%, que poderá ser compensado esta quinta-feira. O índice MSCI para os mercados emergentes subiu 0,76%.

  • O adiamento de uma nova subida das taxas de juro pelo banco central dos Estados Unidos foi bem recebida pelas bolsas de Nova Iorque. Depois de uma trajetória de descida durante a manhã, Wall Street e Nasdaq registaram uma subida clara após a divulgação das decisões da Reserva Federal desta quarta-feira

  • Numa decisão que era esperada pelos mercados financeiros, a reunião da Fed que terminou esta quarta-feira decidiu, uma vez mais, adiar a subida da taxa de juro. Janet Yellen, a presidente do banco central norte-americano, explica-se daqui a meia hora rem Washington

  • Na reunião que terminou esta quarta-feira, a equipa de Haruhiko Kuroda avançou com o controlo do nível de juros das obrigações nipónicas de longo prazo. Pretende mantê-lo perto de 0%. E pretende a médio prazo ultrapassar a meta de inflação de 2%