Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Propostas de compra retalham Novo Banco

  • 333

Rui Duarte Silva

BPI e BCP e americanos querem comprar ‘às postas’

O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita — é o que diz o povo e é também o que dizem algumas fontes da banca e do mercado sobre a resolução do BES e a venda do Novo Banco.

O Banco de Portugal quer vender todos os ativos. É esse o compromisso com a Comissão Europeia, mas os candidatos não estão interessados em ficar com tudo, sobretudo os dois bancos portugueses candidatos, o BPI e o BCP. As empresas de private equity Apollo Management e Centerbridge, que estão na corrida em conjunto, têm trabalhado em vários cenários, mas neste momento, apurou o Expresso, a possibilidade mais forte é uma solução “tipo Banif”, ou seja, deixar de fora parte dos ativos não rentáveis por aplicar um desconto enorme. Já a Lone Star estará interessada sobretudo nos ativos imobiliários.

O compromisso com Bruxelas, recorde-se, é para vender o banco como um todo. Mas, na ausência deste cenário, a venda a retalho pode ganhar espaço. No entanto, sabe o Expresso, o Banco de Portugal tudo fará para que a operação incida sobre a totalidade dos ativos e para isso está mesmo disponível para promover um ‘casamento’ de propostas numa fase posterior. E a vender com um desconto que pode atingir os 90% do capital injetado (€4,9 mil milhões), já que as melhores avaliações não chegam aos €500 milhões.

No atual enquadramento, não vender o Novo Banco poderia conduzir a uma nova resolução, situação que ninguém quer.

Leia mais na edição deste fim de semana