Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Grandes obras só na próxima década

  • 333

O objetivo estratégico de ligar os portos portugueses ao mercado do centro de Espanha implica o investimento na melhoria das ligações ferroviárias, que é a principal aposta do Governo PS de António Costa

Nuno Botelho

Programa de infraestruturas para 2020/30 a discutir no Parlamento em 2018 deve ser aprovado por maioria de 2/3 dos deputados

Só estas três medidas já anunciadas pelo Governo davam para aumentar o investimento público em mais de 20% em 2017: o fim da sobretaxa de IRS, a redução do IVA da restauração de 23% para 13% e a reposição dos salários da Função Pública.

Entre perda de receita e aumento da despesa pública foi o próprio Ministério das Finanças que estimou o impacto orçamental destas três medidas em 2017 em €812 milhões, o suficiente para começar a inverter a trajetória do investimento público que bate sucessivos mínimos históricos desde 2012. Mas no quadro dos compromissos com a União Europeia, há que fazer escolhas e a do Governo é continuar a devolver rendimentos às famílias e reduzir o défice à custa do investimento público de outrora.

As contas só serão confirmadas no próximo mês, mas tudo indica que, pelo quinto ano consecutivo, o investimento público ficará novamente abaixo da fasquia dos €4 mil milhões em 2017. Margem para avançar com grandes obras e novas infraestruturas só mesmo na próxima década e com o apoio dos fundos europeus do próximo quadro comunitário.

Leia mais na edição deste fim de semana.