Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Incerteza coloca BPI sob pressão vendedora

  • 333

Rui Duarte Silva

As ações do BPI estão a ser penalizadas perante a incerteza provocada por mais um adiamento da Assembleia Geral. O título está a cair mais de 2%

A negociação das ações do BPI foi retomada às 12h30 desta terça-feira, depois de se saber que a reunião magna de acionistas tinha sido adiada pela segunda vez. Os títulos começaram a subir, mas rapidamente inverteram a tendência, perante a incerteza sobre o futuro da oferta pública de aquisição do espanhol La Caixa. Às 13h45, o BPI estava a desvalorizar 2,03% para 1,063 euros.

Na segunda-feira, o jornal espanhol "El Confidêncial" admitia que o La Caixa poderia retirar a OPA que lançou sobre o BPI em abril, caso o impasse face à desblindagem dos estatutos se mantenha. A Assembleia Geral suspensa esta terça-feira tinha como objetivo desblindar os estatutos.

Na segunda-feira, as ações do BPI fecharam a recuar mais de 3%, com o banco a perder 50 milhões de euros em valor de capitalização bolsista. Artur Santos Silva, presidente do conselho de administração do banco, disse hoje que o impasse no BPI desagrada aos investidores.