Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Meo obrigada a baixar em 73% aluguer de cabos submarinos para as ilhas

  • 333

Anacom impõs à Meo redução de 72,8% dos preços da utilização cabos submarinos entre o Continente e as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores

Expresso

A autoridade reguladora das comunicaçãoes (Anacom) impôs à Meo uma redução de 72,8% no preço dos circuitos alugados (com capacidade até 10 Gigabps) através dos cabos submarinos entre o Continente e as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira.

A empresa da Portugal Telecom terá que proceder a esta redução de preços no prazo de um mês E segue-se a uma outra, da ordem dos 50%, decidida pela Anacom em julho de 2015.

No total, a descida de preços dos preços de comunicações entre o Continente e as ilhas ( e inter ilhas) atinge os 86%, no espaço de um ano.

O regulador liderado por Fátima Barros refere em comunicado que,esta medida pretende "melhorar as condições de concorrência no mercado, com benefício para os operadores que necessitam de alugar essa infraestrutura para desenvolver a sua atividade e para os consumidores em geral, que poderão passar a usufruir de maior diversidade de oferta". Os principais beneficiários desta medida são os operadores concorrentes da Meo, ou seja, a NOS e a Vodafone. Estes operadores queixavam-se há algum tempo dos preços de aluguer de circuitos por cabo submarino praticados pela Meo que os estariam a impedir de operar de forma rentável nas Regiões Autónomas. .

.