Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Universitários de Lisboa preferem arrendar nos Anjos, Arroios e Alameda

  • 333

Marcos Borga

Senhorios aderentes à plataforma da Uniplaces faturam €1 milhão por semana

Marisa Antunes

Jornalista

A Uniplaces, plataforma online especializada no alojamento de estudantes universitários que agrega mais de 3000 proprietários particulares e profissionais, está a movimentar por semana €1 milhão em arrendamento. A empresa divulgou esta semana não só os valores movimentados mas também as tendências do mercado de arrendamento universitário. Assim, entre as zonas que registam maior procura por parte dos universitários em Lisboa estão os Anjos, Arroios e Alameda. Na segunda linha surgem São Sebastião, Santos, Bica e Bairro Alto. Já no Porto, as preferências dos jovens recaem na Lapa, Marquês e Cedofeita.

Com apenas quatro anos de existência, a Uniplaces tem vindo a expandir-se além-fronteiras e atualmente está presente em 39 cidades de nove países europeus. Segundo o comunicado, “a Uniplaces foi das startups portuguesas que mais financiamento conseguiu angariar, totalizando até agora um investimento de praticamente €28 milhões”.

Com o arrendamento universitário a valer €249 milhões em Portugal e mais de €19 mil milhões na Europa, a plataforma quer consolidar ainda mais a sua posição neste mercado. Como realça André Rodrigues Pereira, administrador da Uniplaces em Portugal, “os valores que todas as semanas estão a ser gerados em arrendamento, através da Uniplaces, irão aumentar exponencialmente nas próximas semanas, devido ao início da época escolar, em setembro”.

Tal como acontece em Portugal, também nos outros países há zonas com maior capacidade de atração dos jovens, seja pela localização das universidades, pela proximidade aos transportes públicos (particularmente ao metro) ou pelo acesso a áreas culturais e de lazer.

“Em Espanha, La Latina, Malasaña e Chamberi são os bairros mais procurados pelos estudantes que precisam de alojamento na cidade de Madrid. Em Barcelona, as preferências dos jovens dividem-se por duas zonas: a primeira, no centro da cidade, que abrange o Barrio Gótico e o bairro de El Raval. Na segunda zona, mais a norte, destaca-se a forte procura nos bairros de L’Eixample e Grácia”, refere o estudo.

Já em Milão destacam-se três zonas preferenciais para o alojamento universitário: Bocconi, Bovisa-Dergano e Città Studi. E em Berlim, a capital alemã, são as zonas de Wedding e Mitte as mais procuradas para o arrendamento de estudantes ou recém-licenciados.