Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Entrada da Fosun no BCP pode estar concluída até novembro

Administração tem carta branca dos acionistas para aprovar entrada da Fosun no capital do BCP até 20%

Marcos Borga

Negociações para a Fosun entrar no capital do BCP estão bem encaminhadas. Tudo dependerá de algumas aprovações, uma das quais a do BCE

O grupo chinês Fosun está empenhado em entrar no capital do BCP. E o BCP animado com a entrada de um novo acionista. Tudo está a ser feito para que a operação seja aprovada pelo Banco Central Europeu (BCE) o mais tardar até novembro, se tudo correr como previsto pelas partes, apurou o Expresso. O banco presidido por Nuno Amado precisa de capital e o interesse estratégico da Fosun, reconheceu o banco no comunicado feito há pouco mais de um mês, tem “características suscetíveis de aportar um potencial de cooperação e desenvolvimento sectorial e geográfico”.

Os contactos entre a Fosun e o BCP estão “bem encaminhados”, referiu fonte ligada ao processo. As negociações, sabe o Expresso, têm progredido desde a manifestação de interesse do grupo chinês e é quase certo que estas estejam concluídas até novembro. A seguir ao dossiê da CGD, o BCP será certamente o próximo banco a resolver um dos seus desafios: arranjar um novo investidor. Já quanto à venda do Novo Banco, o desfecho do dossiê tem contornos mais complexos. Não se sabe ainda qual o figurino da operação e quando estará fechado este processo.

Leia mais na edição deste fim de semana