Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bruxelas aprova entrada da Carlyle na Logoplaste

  • 333

A parceria recebe luz verde da Comissão Europeia para avançar

A Comissão Europeia aprovou a entrada dos norte-americanos da Carlyle na Logoplaste, dando assim luz verde para a concretização da parceria entre as duas empresas.

"A Comissão Europeia concluiu que a transação em causa não levanta questões de concorrência, designadamente porque as empresas do portfólio da Carlyle não produzem o mesmo tipo de embalagem de plástico rígido da Logoplaste", refere a nota de Bruxelas, divulgada esta sexta-feira.

No anúncio da operação, a 28 de junho, o grupo americano refere "um acordo de parceria com o negócio familiar Logoplaste", não avançando pormenores sobre o investimento ou a percentagem de capital em causa.

No entanto, Filipe Botton, co-CEO da Logoplaste com Alexandre Relvas, comentou entretanto, em declarações a Agência Reuters, que a Carlyle ficaria com 50% da empresa portuguesa, enquanto os atuais acionistas mantinham os restantes 50%. No entanto, contactada esta sexta-feira pelo Expresso, fonte da Carlyle recusou confirmar, "neste momento", a participação em causa na parceria com o fabricante de plásticos português, já com 40 anos de história.

Com a entrada da Carlyle, a Logoplaste, com 60 unidades de produção em 16 países, 2.000 trabalhadores e vendas de 468 milhões de euros no ano passado, vê facilitado o caminho de expansão na Europa e nos Estados Unidos. O comunicado de junho refere, aliás, que este acordo permite "reforçar financeiramente" o grupo Logoplaste e a sua capacidade de investimento através do fundo Carlyle Europe IV.