Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Mais empresas, mas mais pequenas

  • 333

Fonte: Informa D&B

Em 2015, o número de empresas criadas foi o maior de sempre, embora metade das startups nasça com capital inferior a €5 mil. Alojamento e restauração é sector mais empreendedor entre 2007 e 2015

Se tivesse de escolher uma das palavras que, nos anos de crise, mais utilizadas foram no discurso quotidiano e nos jornais, qual escolheria? “Austeridade”, “troika”, “desemprego”? Muitos portugueses preferiram ignorar a carga pejorativa destes últimos anos e optaram por uma abordagem mais otimista: o “empreendedorismo”. Outra expressão que entrou rapidamente para o léxico comum. E, na verdade, muitos foram os que passaram das palavras aos atos: entre 2007 e 2015, foram constituídas 309.550 empresas e outras organizações. Ou seja, uma média anual de 34 mil, das quais 31 mil empresas.

De acordo com o mais recente estudo “Empreendedorismo 2007-2015”, realizado pela Informa D&B, estas startups (empresas no primeiro ano de vida) nasceram, todos os anos, pelas mãos de 47 mil empreendedores (definidos como pessoas singulares que participam na estrutura de capital de uma empresa), em média.

Leia mais na edição deste fim de semana