Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Precisa-se casa para arrendar

  • 333

A zona da Penha de França é das poucas em Lisboa onde ainda se arrenda casa até aos €500

António Bernardo

A oferta de imóveis não chega para a procura e a pressão já está a provocar aumentos na ordem dos 30%

Arrendar casa no centro de Lisboa ou do Porto é uma missão cada vez mais complicada quando o orçamento é limitado. Os apartamentos situados nos bairros mais centrais estão a ser canalizados para o rentável mercado de alojamento turístico, empurrando a procura nacional para zonas que antigamente surgiam como segundas opções. E, neste mercado mais secundário, a lei da procura e da oferta já se faz sentir provocando aumentos na ordem dos 20 a 30% em relação aos preços praticados no ano passado, apurou o Expresso junto de várias fontes de mercado.

As contas do grupo Century 21 Portugal, por exemplo, apontam para uma subida do valor médio de arrendamento na ordem dos 31% para os centros de Lisboa e do Porto e dos 20% a nível nacional quando comparado o primeiro semestre deste ano com o período homólogo de 2015.

“A atual oferta do mercado de arrendamento não é suficiente nem adequada para dar resposta aos níveis de procura dos consumidores portugueses e isso está a provocar um aumento sistémico do valor médio de arrendamento”, confirma Ricardo Sousa, CEO da Century 21 Portugal.

Leia mais na edição deste fim de semana