Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Leonor Beleza perde CGD por causa de um restaurante

  • 333

Campiso Rocha

Não fosse o restaurante da fundação no qual Beleza tem um cargo executivo, talvez o seu nome não tivesse sido retirado da lista para a Caixa

Leonor Beleza foi chumbada para a Caixa por já desempenhar dois cargos executivos, quando a lei só permite um: é vice-presidente da Fundação Champalimaud e é executiva do restaurante Darwin’s Café, detido pela fundação.

A lei que afastou oito gestores propostos para a Caixa inibe a aceitação de administradores não-executivos na banca em dois casos: quem já tenha mais de um cargo executivo e dois não-executivos noutros sectores; ou quem tenha quatro não-executivos. Beleza já não aceitará novo convite.

O restaurante é uma sociedade autónoma detida pela fundação em parceria com uma empresa de restauração. Fonte da fundação adiantou ao Expresso que o objectivo foi separar a atividade do restaurante da da Fundação.