Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

BCP a liderar ganhos na Bolsa de Lisboa

  • 333

PSI-20 em alta, seguindo a tendência europeia

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, estava esta quinta-feira em alta, com as ações do BCP a liderarem os ganhos, a subirem 1,10% para 0,0184 euros.

Cerca das 9h10 em Lisboa, o PSI20 estava a subir 0,29% para 4.718,56 pontos, com 12 títulos a valorizarem-se, dois a descerem e quatro inalterados, depois de em 27 de junho ter terminado a sessão no mínimo de sempre de 4.260,13 pontos.

Além dos 'papéis' do BCP, os dos CTT e da Altri eram outros dos que maiores acréscimos registavam, estando a subir 0,78% para 6,842 euros e 0,65% para 3,55 euros.

No outro extremo, as ações da Mota-Engil eram as que maiores decréscimos registavam, estando a cair 0,80% para 1,734 euros.

Na Europa, as principais bolsas estavam esta quinta-feira de manhã em alta, a seguir a tendência registada em Wall Street na véspera resultante da publicação pela Reserva Federal dos Estados Unidos das atas da última reunião sobre política monetária.

A publicação na quarta-feira das atas da reunião de julho da Fed sobre política monetária indica que os participantes estiveram divididos perante a possibilidade de uma subida das taxas de juro.

Esta quinta-feira, os investidores estão pendentes da divulgação dos dados da inflação na zona euro e na União Europeia em julho e das atas da última reunião do Banco Central Europeu (BCE).

Em relação às bolsas asiáticas, o índice de Xangai terminou a subir 0,61% e o Hang Seng 1,10%, à espera da divulgação dos dados dos preços da habitação nas principais 70 cidades do país.

Em sentido contrário, o Nikkei, de Tóquio, terminou a perder 1,55%, depois do assessor do primeiro-ministro nipónico ter anunciado que existem muitas possibilidades de que o Banco do Japão adote medidas enérgicas em setembro.

Em Nova Iorque, a bolsa de Wall Street terminou em alta na quarta-feira, com o Dow Jones a subir 0,12% para 18.573,94 pontos, depois de ter subido em 15 de agosto até aos 18.636,05 pontos, o nível máximo desde que foi criado.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a subir para níveis prévios ao 'Brexit', designadamente a cotar-se a 1,1318 dólares, contra 1,1273 na quarta-feira.

O barril de petróleo Brent, para entrega em outubro, abriu hoje em baixa, a cotar-se a 49,71 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,28% do que no encerramento da sessão anterior.