Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TAP acredita que os Estados Unidos vão ser “o novo Brasil”

  • 333

O desenho de cabina dos aviões John dos Passos e João Corte Real é uma antevisão dos 53 novos Airbus que chegarão a partir de finais 2017

Direitos Reservados

Com os novos aviões, a administração da companhia aérea prevê um acréscimo de 300 mil passageiros em 2017 e de 150 mil já em 2016 nos voos para o Atlântico norte

Já estão a voar, nas rotas para Boston e Nova Iorque, os dois novos aviões da TAP de modelo A330-200, que têm um desenho de cabina melhorado e seguem a linha dos 53 aviões “de última geração” encomendados pela transportadora portuguesa à Airbus para servir a operação dos Estados Unidos, e que vão começar a chegar a partir de 2017.

Batizados de John dos Passos e de João Corte Real, numa associação direta a “figuras portuguesas com ligação histórica ao Atlântico norte”, estes dois novos aviões representam para a TAP uma arma de peso na conquista de mercado norte-americano, “onde existe forte concorrência e uma grande exigência dos passageiros ao nível de qualidade e conforto do produto”, como frisa a transportadora.

Leia mais na ediçao deste fim de semana