Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Mulher não entra

  • 333

11 empresas do PSI-20 têm apenas homens na comissão executivas

Nuno Fox

A maioria das grandes cotadas não tem mulheres na comissão executiva. Nova lei vai impor mudanças. E promete igualdade salarial

Eles mandam. Nas empresas, na política, nos media. O cenário muda mas os atores principais são sempre do mesmo género. São poucas as mulheres que alcançam lugares de destaque e de poder. As grandes cotadas não são exceção. Apesar de pregarem as suas ‘boas práticas’ e dos extensos relatórios de responsabilidade social, na prática, falham num princípio básico: igualdade do género. “Já vi conselhos de administração escolherem mulheres para preencher lugares só para dizerem que têm diversidade”, diz Maria Glória Ribeiro, uma caça-talentos de topo da Amrop.

Contam-se pelos dedos de uma mão o número de grandes empresas cotadas com gestoras na sua comissão executiva. Existe apenas uma presidente-executiva, Cláudia Azevedo, da Sonae Capital. É nesta empresa que existe também a única administradora-financeira de todo o índice PSI-20, Ivone Pinho Teixeira. Um caso raro. A maior parte das cotadas está a ficar para trás em termos de diversidade, presas a um modelo ainda patriarcal.

Leia mais na ediçao deste fim de semana