Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

O que fazem os jovens? Em Portugal, 17,5% nem estudam nem trabalham

  • 333

Portugal está entre os países da União Europeia onde mais cresceu esta percentagem

Em 2015, 17,5% dos jovens portugueses entre os 20 e os 24 anos não estavam a trabalhar, nem a estudar, nem a receber formação. É uma percentagem que coloca Portugal entre os países da União Europeia (UE) onde esta percentagem mais cresceu: 4,9 pontos percentuais desde os 12,6% de 2006, informa esta quinta-feira o Eurostat.

O trabalho sobre os NEET, a sigla usada precisamente para referir estes jovens sem educação, nem emprego nem formação, mostra que no conjunto da UE quase cinco milhões de jovens estão nesta situação, o que equivale a 17,3% da população nesta faixa etária.

Os países com percentagens mais altas são a Itália (31,1%) e a Grécia (26,1%), com Portugal em 10.º lugar na tabela, com os seus 17,5%, tal como a Bulgária. Do outro lado da tabela estão a Holanda (7,2%) e o Luxemburgo (8,8%).

Quando compara os valores de 2015 com os de 2006, o Eurostat conclui que "apesar da proporção de jovens NEET entre os 20 e os 24 anos ter permanecido relativamente estável no conjunto da UE (17,3% em 2015 contra 16,3% em 2006), ocorreram importantes mudanças na última década no conjunto dos países".

Concretizando: em 10 casos a percentagem dos NEET caiu, com destaque para a Alemanha (-5,9 pontos percentuais) e Bulgária (-5,3). Do lado oposto desta tabela, a liderança é da Itália (mais 9,5 pontos percentuais), Grécia (9,3) e Espanha (9), com Portugal em oitavo lugar neste ranking de jovens sem qualquer ocupação, com uma variação de 4,9 pontos percentuais.