Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Egito vai receber ajuda do FMI

  • 333

Empréstimo é de 12 mil milhões de dólares (10,6 mil milhões de euros)

O Egito chegou a acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para receber um financiamento de 12 mil milhões de dólares (10,6 mil milhões de euros) nos próximos três anos.

"O Governo reconheceu que precisa de implementar rapidamente reformas para restaurar a estabilidade macroeconomica do país e sustentar o crescimento e a criação de emprego", disse Chris Jarvis, chefe da equipa do FMI no Cairo, citado pela agência Bloomberg.

O acordo, que ainda terá de ser aprovado pelo Conselho Executivo do FMI, deverá permitir melhor o funcionamento dos mercados de câmbio, reduzir o défice orçamental do país e a dívida pública, aumentar crescimento e a criação de postos de trabalho e reforçar o apoio da segurança social aos mais vulneráveis no processo de ajustamento.

"O Egito é um país forte, com grande potencial, mas tem alguns problemas que precisam de ser corrigidos com urgência", refere o comunicado do FMI sobre o país, que quer recuperar a confiança económica depois dos anos de instabilidade vividos desde a queda do ex-presidente Hosni Mubarack, em 2011.

Ao longo do período de apoio, a dívida pública do país deve descer de 98% do PIB (2016/2016) para 88% (2018/2019).