Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banca. Finantia lucra 14,4 milhões de euros no semestre

  • 333

No primeiro semestre, o Finantia registou um lucro líquido de 14,4 milhões. É uma subida de 23% face a 2015

O Banco Finantia fechou o primeiro semestre com um lucro líquido de 14,4 milhões de euros, um aumento de 23% face ao mesmo período de 2015 (11,7 milhões).

O banco, diz em comunicado, que com este desempenho “reforça a solidez financeira”: o rácio Core Tier I é de 21,7 %, “um dos mais elevados do sector e subiu face aos 20,6% do período homólogo de 2015”.

Os depósitos de clientes atingiram 693 milhões de euros (+9%), confirmando a “tendência positiva dos últimos exercícios” decorrente da estratégia de “alargamento da base de clientes” e o “fortalecimento da presença” da banca privada do Finantia em Portugal e Espanha.

Sem dinheiro do BCE

No fim de junho, os ativos totais registavam o valor de 1830 milhões e a situação líquida cifrava-se em 378,1 milhões, ao mesmo nível do ano de 2015. Nessa data, o Finantia não registava “qualquer financiamento junto do Banco Central Europeu (215 milhões em 30 de Junho de 2015)”.

O Finantia diz que “prosseguiu a expansão da atividade operacional em diversas áreas e mantém o foco estratégico na banca privada e de investimento e no mercado de capitais”. Conta com filiais em Espanha, Reino Unido, Estados Unidos, Brasil e Malta.

O Finantia é detida pela Finantipar SGPS (57%), presidida por António Guerreiro, contando na estrutura acionista com o Natixis (9,9%), VTB Capital (8,9%) e Portigon (8,2%).

A Comissão Executiva é presidida por Pedro Perestrelo dos Reis que conta na equipa com Gonçalo Vaz Botelho (vice-presidente), David Guerreiro e Ricardo Caldeira.