Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

BCP disparou em Bolsa (mas foi sol de pouca dura)

  • 333

As ações do banco chegaram a valorizar 12,3% esta segunda-feira após a oferta feita pela Fosun mas pelas 13h30 desciam 0,5%.

As ações do BCP estão próximas do valor da passada sexta, depois de terem hoje chegado a subir 12,3% na sequência da oferta feita pela Fosun para adquirir 15% do banco.

A empresa chinesa propõe que a operação seja feita via aumento de capital a um preço não superior a 0,02 euros por cada ação do BCP, podendo depois reforçar até aos 30% do capital.

O BCP chegou a subir esta segunda-feira até aos 0,0227 euros mas recuou e segue a cair 0,5% para 0,0201, próximo do teto apontado pela Fosun. O índice STOXX Europe para a banca segue a recuar 1,5% (13H20).

Para os analistas, o valor oferecido pela Fosun poderá ser visto como baixo, até porque o BCP sofreu uma forte desvalorização este ano, com price-to-book value em redor dos 0,25. No entanto, a entrada da Fosun traria um maior alívio ao banco.

"Em geral, parece-me positiva a entrada de um novo acionista no BCP", afirma João Lampreia, analista do BiG. Mas a operação ainda requer aprovação por parte dos acionistas do banco e não está ainda garantida.

O BCP anunciou na última sexta-feira um prejuízo de 197,3 milhões de euros na primeira metade de 2016 e obteve resultados positivos nos testes de esforço conduzidos pela Autoridade Bancária Europeia.

A entrada de um acionista de referência poderia, além do reforço do capital, tornar a estrutura acionista do banco mais coesa e robusta, apontam alguns analistas.