Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Espanha. Desemprego no nível mais baixo em seis anos

  • 333

Entre abril e junho, a economia espanhola criou 271 mil empregos

Indiferente à crise governativa, a economia espanhola continua criar empregos - 271 mil no segundo trimestre de 2016, reduzindo a taxa de desemprego para 20%, o nível mais baixo desde o verão de 2010.

Ainda assim, o total de desempregados em Espanha assusta: 4.574.700. Uma redução de 216 mil face ao trimestre anterior. Segundo os dados revelados esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística espanhol, nos últimos 12 meses, 574.300 desempregados voltaram ao mundo laboral.

Turismo impulsiona

O início da época alta do turismo voltou a impulsionar o mercado de trabalho, Em três meses, a taxa de desemprego perdeu um ponto percentual e caiu para 20%, o valor mais baixo em seis anos. A meta da Comissão Europeia para o fim de 2017, é uma taxa de 18%.

O desemprego em Espanha permanece como um dos mais altos da Europa, só superado pela Grécia (24%).

Do lado da criação de emprego, as notícias têm sido menos favoráveis. Durante a campanha eleitoral, o governo avançara como referência a criação de 450 mil postos de trabalho, mas a realidade ficou-se pelos 271 mil.

Na criação do emprego, o mérito reside todo no sector privado (294.600). O saldo final é até prejudicado pelo comportamento do emprego público que reduziu 38.700 assalariados.