Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lucro do Santander caiu 32%

  • 333

Banco espanhol alega que a queda no primeiro semestre se deve "a medidas extraordinárias e à desvalorização das divisas face ao euro". Atividade em Portugal contribuíu para 5% do lucro

O lucro do banco espanhol Santander, dono do Santander Totta em Portugal, caiu 32% nos primeiros seis meses do ano, para 2,911 mil milhões de euros, devido a medidas extraordinárias e à desvalorização das divisas face ao euro.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o banco justifica o resultado obtido com medidas extraordinárias e "depreciação face ao euro das principais divisas dos países onde o grupo está presente".

No segundo trimestre, refere, foram contabilizados efeitos extraordinários no valor de 368 milhões de euros, enquanto em igual período do ano passado o valor alcançado nesta rubrica tinha sido de 835 milhões de euros, depois do encaixe da reversão das provisões no Brasil.

Sem o impacto destes resultados extraordinários e o efeito cambial, o lucro do Santander teria aumentado 9% até junho, face ao período homólogo, para os 3,28 mil milhões de euros, destaca a instituição.

De acordo com o Santander, a atividade do banco em Portugal contribuiu para 5% do lucro, com o país a registar um crescimento de 23% nos créditos e de 24% nos recursos.
O Reino Unido foi o país que mais contribuíu para o resultado liquido dos primeiros seis meses do ano (20%), seguido do Brasil (19%) e de Espanha (15%).