Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

“Assinei cinco anos de prejuízos da CGD com a consciência de que não tinha alternativa”

  • 333

Marcos Borga

José de Matos lamenta os cincos anos de prejuízos que teve de assinar enquanto presidente da Caixa. Diz aos deputados que não tem qualquer orgulho nisso, mas admite que ficou “ofendido” por ter sido insinuado que tinha escondido perdas quando se falou em desvios

“Não tenho o mínimo orgulho em ter assinado os prejuízos da Caixa nos últimos cinco anos, mas era preciso que alguém os assinasse. Eu assinei porque não havia alternativa”, afirmou na Comissão Parlamentar de Inquérito, o presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD). José de Matos apresentou a demissão do cargo em junho, e deveria sair no final deste mês, mas a pedido do Governo, vai continuar até à tomada de posse de António Domingues.

José de Matos não se ficou por aqui, e disse mesmo aos deputados que não tinha “escondido desvios”, nem feito algo que tivesse de ser escondido. “É uma coisa que me surpreende e ofende (a acusação de que poderia ter escondido perdas). Só esconde quem apresenta lucros quando devia apresentar prejuízos. Assinei prejuízos, não assinei falsos lucros”.

O Ministro das Finanças, Mário Centeno, falou no Parlamento há umas semanas num “desvio” de três mil milhões de euros ns contas da Caixa face ao plano apresentado pelo banco público à Comissão Europeia na sequência da última recapitalização. Centeno veio depois explicar que o "desvio" estava relacionado com a crise económica e do sector. Uma explicação que esta quarta-feira José de Matos também avançou. "A recessão foi mais intensa e prolongada, as taxas de juro não recuperam", sublinhou o presidente da Caixa.

  • CGD precisa de capital adicional em 2016 e 2017

    "Em 2016 e 2017 a Caixa precisa de capital para cumprir os mínimos essenciais dos novos requisitos de capital", avançou José de Matos, na Comissão Parlamentar de Inquérito ao banco público, cujas audições se iniciaram esta quarta-feira. Necessidade era conhecida desde 2015