Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bluepharma investe €15 milhões

  • 333

Nos últimos três anos, o grupo farmacêutico de Coimbra, Bluepharma, que produz medicamentos para mais de 100 marcas, investiu nos últimos três anos mais de €15 milhões em investigação

O grupo farmacêutico Bluepharma, sediado em Coimbra, que produz medicamentos para mais de 100 marcas, investiu nos últimos três anos mais de 15 milhões de euros em investigação e desenvolvimento, nomeadamente nas áreas da nanotecnologia, oncologia e biotecnologia.

Paulo Barradas Rebelo, presidente do grupo, disse à agência Lusa que a estratégia de crescimento passa por manter e "até aumentar" o investimento em investigação e desenvolvimento para estar na "vanguarda da inovação e continuar a chegar a clientes extremamente exigentes".

A Bluepharma atingiu em 2015 uma taxa de exportação de 85% da sua produção para mais de 40 territórios, entre os mais exigentes mercados do mundo, em particular os Estados Unidos da América, tendo sido recentemente nomeada campeã nacional nos European Business Awards 2015/2016 na categoria Importação/Exportação.

Criados em 2007, os European Business Awards têm como objetivo reconhecer e premiar a excelência, boas práticas e inovação em empresas da União Europeia.

"Temos concentrado os nossos esforços de investigação em nanotecnologia, oncologia e biotecnologia, áreas onde temos desenvolvido vários projetos de parceria com empresas e centros de referência nacionais e internacionais" sublinhou Paulo Rebelo.

Segundo o administrador, paralelamente têm sido realizadas diversas atividades de "desenvolvimento de formulações farmacêuticas, de métodos analíticos e de processos de fabrico, assim como estudos de estabilidade e transposição de escala com o objetivo de criar novos medicamentos genéricos para áreas terapêuticas muito desafiantes, nomeadamente a oncologia".

O presidente da Bluepharma acrescentou que o grupo farmacêutico vai investir mais na área da investigação oncológica, "que se encontra ainda muito deficitária nas tecnologias".
"E esperamos vir a dar um contributo importante para diminuir a dor e o sofrimento dos doentes", sublinhou.

Ao longo dos últimos três anos, foram investidos anualmente "20 por cento do volume de negócios em investigação e desenvolvimento, um número que mostra o empenho do grupo em estar na vanguarda da inovação", enfatiza Paulo Rebelo.
"Pela nossa sobrevivência temos de continuar a investir, uma vez que a área da investigação e desenvolvimento é crítica para a nossa estratégia de internacionalização", sublinhou. De acordo com Paulo Rebelo, o grupo prepara-se para abrir sete escritórios no mundo, nos continentes asiático, europeu e americano.

A Bluepharma, que completou 15 anos de atividade em fevereiro, tem um laboratório próprio de investigação e desenvolvimento e é a primeira empresa do setor da indústria farmacêutica em Portugal com certificação integrada.

Além de se dedicar à investigação, desenvolvimento e registo de medicamentos, o grupo farmacêutico produz medicamentos próprios e para terceiros e comercializa fármacos genéricos.
O grupo Bluepharma é constituído por 20 empresas, que empregam mais de 400 pessoas, das quais sete são internacionais e duas nasceram da Universidade de Coimbra dedicadas à investigação de novas soluções terapêuticas na área do cancro.