Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

CMVM suspende ações do BPI

  • 333

Nuno Fox

Regulador anunciou a suspensão da negociação dos títulos do banco no dia em que o BPI realiza uma assembleia geral para votar o fim do limite de 20% nos votos dos seus acionistas, que pode abrir caminho à tomada de controlo por parte do espanhol Caixabank

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) anunciou num curto comunicado a decisão de suspender a negociação em bolsa das ações do Banco Português de Investimento (BPI) "até à divulgação de informação relevante sobre o emitente".

Embora a CMVM não refira o motivo da suspensão, tudo indica que o regulador do mercado de capitais pretende evitar negócios especulativos que provoquem grandes oscilações na cotação do BPI antes de ser conhecido o desfecho da assembleia geral de acionistas que o banco realiza esta sexta-feira.

A assembleia geral foi convocada com o objetivo de votar o fim do limite de 20% no exercício de direitos de voto por parte dos acionistas do BPI. Esse é um caminho que desagrada a alguns investidores, já que abre a porta à tomada de controlo do banco português pelo espanhol Caixabank, que já detém cerca de 45% do capital do BPI.

Se a eliminação do limite de votos no BPI for aprovada o Caixabank irá prosseguir com a oferta pública de aquisição (OPA) que anunciou para o banco português. Caso contrário, a OPA fica pelo caminho.